[Brasão Prefeitura de Piên]

Quando a cooperação se transforma em alimento

Projeto da horta comunitária reúne moradores pienenses no CRAS, com o objetivo de manifestar o cooperativismo e o compartilhamento de conhecimentos

Por Pamela Ritzmann dia

Quando a cooperação se transforma em alimento

Quando os raios de sol começam a penetrar nas folhas verdes e saudáveis das verduras e hortaliças plantadas com muito amor na horta comunitária do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), os participantes do projeto começam mais um dia de atividade. É assim a rotina de quem vai ao Centro todas as quartas-feiras de manhã, quando os moradores participantes se reúnem para cuidar das plantações, semear novas variedades e colher os frutos desta dedicação. A horta comunitária resulta de uma parceria entre a Secretaria de Ação Social e Defesa Civil, por meio do CRAS, Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e Programa do Voluntariado Municipal (Provopar).

Enquanto alguns preparam o solo e fazem as covas, outros jogam as sementes e mudas que darão vida à horta. Por fim, regam as plantas com água, para que as verduras nasçam saudáveis, bonitas e viçosas, sem levar nenhum tipo de agrotóxico. Também trabalham com uma composteira, onde são jogados os restos de vegetais utilizados na horta e de comidas consumidas no Cras, transformando o lixo em adubo. “Eles participam de todo o processo de manutenção da horta: preparo do solo, plantio, colheita, adubação, rega e compostagem. No começo, a maioria sabia apenas o básico. Agora, contam que muitas coisas que aprendem aqui são novas”, ressalta o técnico em Agropecuária da Prefeitura de Piên, Mateus Hening, que acompanha o andamento do projeto quinzenalmente.

De acordo com Mateus, o objetivo da horta comunitária, que começou no segundo semestre do ano passado, é levar conhecimento sobre a horticultura, exercitar a cooperação, o trabalho em equipe e o convívio. “Além de poderem levar as verduras produzidas para casa, também pode levar o conhecimento para suas hortas particulares”, destaca o técnico. Ele explica ainda que as variedades cultivadas dependem da época do ano. Atualmente, estão sendo plantadas mudas de alface, repolho, beterraba, cenoura, brócolis e couve-flor.

A secretária de Ação Social e Defesa Civil, Jucélia Tureck, ressalta a importância de projetos como este para o Município. “O projeto da horta comunitária estimula a troca de experiências e de conhecimento. Além disso, leva às pessoas um novo olhar sobre a alimentação, informando que é possível se alimentar bem e de forma saudável, gastando pouco e tendo a sua própria horta”, observa.

Mais conhecimento

A dona de casa e moradora pienense, Norilda do Carmo Pereira, participa do projeto desde o começo e, desde lá, já acumulou muito conhecimento. “Eu gosto de participar. Aprendo bastante coisas. Antes, o que eu plantava em casa não pegava na minha terra. Aqui, funciona. Além disso, as verduras são orgânicas. É uma terapia vir aqui. Quando estou estressada, venho aqui, mexo com a terra. É muito bom”, considera.

Quando a cooperação se transforma em alimento

Como participar

Para participar do projeto é preciso estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Para mais informações, entre em contato com a equipe do CRAS, localizado na Rua Campo Grande, número 36, no bairro Avencal, ou ligue para (41) 3632-1137.

  • Compartilhe essa página
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp